Histórias dos Patudos

A História do:

Cebolinha

O resgate do Cebolinha...

Este patudo foi resgatado no dia 3 de junho de 2016, após aviso de uma amiga dos animais que o avistou. Sem o ter encontrado mais durante uns tempos, pediu-nos ajuda e empenhou-se também na resolução. Procurou informações; pedimos na página indicações de quem soubesse as suas rotinas; outra amiga dos animais, interessando-se pelo patudo, recolheu mais informações no local que nos levaram a identificar as suas rotinas. Por acasos do destino, pois não temos equipa de resgate, voluntários e amigos conseguiram juntar-se nessa tarde e dirigir-se ao local exato.

Recolheram-se mais informações e confirmámos que muitas pessoas o conheciam. Montámos a armadilha e esperámos. Procurámos em vários caminhos onde nos disseram ser habitual ele passar. Quando já pensávamos nada conseguir naquele dia e entrámos no carro para vir embora, apareceu à nossa frente! Felizmente, parou para comer uns restos perto de um muro e foi assim que o embrulhámos literalmente nos nossos braços. Meia hora depois entrava na clínica.

O diagnóstico inicial foi muito reservado, dado o estado que apresentava toda a pele do corpo. Foram feitos testes iniciais e confirmada sarna muita severa. Imediatamente começou com banhos, cremes e medicação. Uns dias depois, o diagnóstico tão esperado: NEGATIVO para leishmaniose, o nosso maior receio. Presença de infeções várias por fungos e bactérias. Comeu sempre muito bem e só quis dormir na primeira semana.